Liberdade

by

A morte não exite, Besouro! A morte é viver debaixo da bota dos outros! 

– Mestre Alípio, no filme “Besouro”

Talvez um dos temas que, conscientemente ou não, mais me interessa é Liberdade. Sendo que nesta preocupação as perguntas que mais me acompanham são:

  • Quão livre nós realmente somos?
  • Quão livre é nosso arbítrio?
  • O que pensamos ser nossa vontade mas na verdade é imposição do corpo (fome, cansaço, falta de sexo, etc), fraqueza da mente (medo, ansiedade, biaxa-estima, etc) ou pressão alheia?
  • Em que condições somos subjulgados e como perceber e superar aquilo que nos limita a ação?

Dentro deste tema, analisaremos estas perguntas nos seguintes contextos:

  • Ímpeto: como desenvolver a coragem para agir e na hora certa?
  • Certo e errado: como viver sabendo que tudo é permitido sem se tornar um criminoso?
  • Liberdade do corpo: como expandir as possibilidades do físico?
  • Liberdade da mente: como expandir as possibilidades da mente?

Pretendo escrever post para cada contexto. Então, se este for um tema de seu interesse, inscreva o RSS do Theoretical Something e fique ligado.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: